[Pesquisa] Visitando algumas instituições em Ruanda

Hoje eu vou falar um pouco sobre as minhas visitas a algumas instituições aqui em Ruanda. Como a pesquisa ainda está em andamento, muitas vezes não é legal compartilhar informações (especialmente envolvendo pessoas) nas postagens. Pensando nisso, vou tentar informar a vocês como anda a pesquisa, os desenvolvimentos e as impressões obtidas até agora.
Passaram-se duas semanas em Ruanda – sim, creiam…o tempo está passando tão rápido! – e o que contribuiu para o andamento da pesquisa foi a receptividade por parte dos envolvidos em instituições que estou interessada em pesquisar.
A primeira instituição que visitei (além do Ministério dos Governos Locais – MINALOC) foi a Rwanda Association of Local Governments Authorities – RALGA, onde conversei e pude ter uma ideia de como a mesma funciona e sua conexão com os governos locais e o cenário internacional. Provavelmente amanhã eu entreviste algumas pessoas e acesse documentos, então vamos ver o que acontece.
Eu esqueci de tirar foto da super casa da RALGA. Pelo menos temos a placa, rs
A segunda instituição foi a Local Administrative Entitites Development Agency (LODA), a qual tive acesso a alguns documentos e a entrevista foi muito boa. Foi a minha primeira percepção de um órgão ligado ao governo central. Tive ideias e me preparei melhor para as outras visitas que estariam por vir. 
A terceira instituição foi a National Capacity Building Secretariat (NCBS), foi apenas uma conversa que iluminou mais ainda os terrenos dos governos locais, sua relação com o governo central e o cenário internacional. A partir da visita, refleti sobre o papel da cooperação internacional descentralizada para o governo central. O desafio agora é ouvir os governos locais e fazer a relação entre os discursos.
A quarta instituição foi a Belgian Development Agency (BTC). A visita foi maravilhosa, foi uma das instituições que eu consegui mais dados para compreender a participação da agência belga no processo de descentralização política ruandesa e sua relação com outras instituições. Fiquei bem feliz ao sair de la, mas ainda (calmamente) ler todos os dados que me foi fornecido (já pensando no tempo que vou despender para fazer isso, rs).
Agência belga (BTC)
A quinta instituição foi o Ministério das Relações Exteriores e Cooperação (MINAFFET). Visitei a primeira vez para explicar a pesquisa e como o MINAFFET poderia ajudar na minha pesquisa e na quinta feira aconteceu a entrevista. No mesmo sentido e se tratando da porta de entrada das relações internacionais de Ruanda, ter contato com essa instituição contribuiu para mais informações entre a relação MINAFFET – MINALOC – governos locais e MINAFFET – MINALOC – RALGA.
MINAFFET e outros ministérios
Instituições que ainda faltam. Amanhã eu tenho três visitas marcadas: 1) encontro com a prefeita do distrito Nyarugenge; 2) encontro com o MINALOC; 3) encontro com a RALGA. Se tudo der certo, 80% da minha pesquisa estará assegurada a partir de informações das visitas. Ainda assim eu estou tentando contato com o DFID (agência de desenvolvimento britânica), o Ministério das Finanças e do Planejamento Econômico (MINECOFIN), a agência de cooperação japonesa (JICA) e outros distritos, como Gasabo, Kicukiro e Rulindo.
Wish me luck! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s