[Especial 1 ano] Há 1 ano começa nossa jornada rumo a Ruanda!

Pra mim está sendo bem difícil escrever. Relutei, posterguei, não quis ver as fotos (e ainda não vi todas, só passando o olho naquela velocidade, sabe?).
1 de novembro de 2015: cá estava eu no aeroporto de Guarulhos, esperando pelo meu vôo para Genebra (escala em Madri). Cheguei algumas horas antes, claro, justamente por ser um vôo internacional. Estava nervosa, estava me sentindo uma criança sem saber o que fazer para onde ir…mas mesmo nessas situações encontramos forças para transparecer que estamos tranquilinhas (hauhauhauha).
Depois de fazer o check in tranquilamente, vou almoçar. Já sabia que os restaurantes no aeroporto eram umas facadinhas, mas foi um baque na hora quando eu vi (mas pobrezinha, ia ter um baque maior ainda quando chegasse em Genebra, hauhauhauhau!). Escolhi um restaurante para fazer minha refeição bem feita, partindo do pressuposto que quando eu começasse a viajar, eu não poderia bancar a ryka para comer carne, bons pratos, etc.

Recordar é viver! Sala de embarque do aeroporto de Guarulhos (SP), 2015.
Vou para a sala de embarque, na esperança de ter internet por lá para eu avisar a todos “gente, estamos começando a jornada!”. Eu não estava processando (e, te juro, ainda não processei tudo) o que estava acontecendo. Nessas idas e vindas do nervoso, conheci o Axel Valenzuela, argentino que, se me lembro bem, estava indo para a Europa (para Espanha, mas em outro vôo). Estava tão tensa que nem conversei com ele direito, coitado! Hauahuahuahua! Mas que bom que trocamos contato e seguimos conversando (deu para dizer que não era metida ou mal humorada, estava nervosa mesmo).

Na fila para entrar no avião, fiquei lá, observando as pessoas. Alguns brasileiros tranquilos, outros se achando dyvos e rycos por estarem viajando internacionalmente (estava na cara deles, creiam), alguns estrangeiros. Entrei no avião, sentei e me deparei com uma moça gentil que iria me acompanhar até Madri. Foi muito legal perceber alguém aberto para conversar, ajudar (na hora do “não sei como faz…o que serve isso?”, hahahahaha), me acompanhar na imigração e esperar até a hora do próximo vôo.

Segui mais relaxada para o próximo vôo, já pensando em como seria chegar em Genebra: paisagem, pessoas, o que fazer. AAAAAIIII! ❤

Gente, me desculpe por demorar por narrar todo esse sentimento. De qualquer forma, acho fascinante ter esse contato com vocês agora porque maturei a ideia de ter viajado, de como foi a viagem e o significado dela na minha vida. Amanhã eu conto mais detalhes sobre a chegada em Genebra!

PS: Quer saber tudo sobre a viagem? Não percam o Webinar do My Ruanda Brasil no dia 8 de novembro, às 21h30 (horário de Brasília!).

#gorwanda #myruanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s